Era uma vez

DSC_1259Nasci em 1967. Sou canceriano, extremamente emocional, mas também muito racional. Tenho uma mente, eu diria cientificamente esotérica.Ou esotericamente científica! Kkkkk. Quando vim ao mundo, meus pais estavam separados. Papai já estava com outra mulher. E depois outra. E outra… E mamãe tentava superar a dor da separação e a dificuldade em criar dois filhos. E alguns problemas psicológicos também. E ainda lutava pela guarda minha e de meu irmão, com meus avós paternos, que queriam cuidar de nós. Eles venceram… E lá fui eu viver com eles e meu irmão. Que, por sinal, já apresentava sérios problemas emocionais, mais tarde diagnosticado como esquizofrenia. Foram anos difíceis, que acenderam em mim carmas relacionados à minha dificuldade de lidar com os “nãos” da minha família, dos pais e avós, com problemas mentais, com a falta de reconhecimento, de carinho adequado, de liberdade… tudo lições essenciais para eu estar falando com você hoje. Mas que tive que aprender durante décadas a reconhecer o aprendizado e permitir que o passado fosse enterrado…

Minha busca espiritual começou na adolescência. Influenciado pelo meu pai, um buscador e profundo conhecedor de diversas linhas espirituais, e pela influência da minha mãe, que embora eu não tivesse contato durante anos, compartilhava suas buscas comigo também, investiguei ao longo dos anos muitas linhas: espiritismo, budismo, seicho-no-ie, mahikari, candomblé, daime… Até me encontrar hoje, como discípulo de Sri Prem Baba. E finalizar a busca! Ufa!

Mas como nem só de meditação, reza, retiros e orações vive o homem, casei, tive uma filha biológica, adotei outro filho… tive empresa de design gráfico e impressão digital durante 10 anos. Divorciei após 17 anos de casamento, uma outra fase muito difícil, onde vi meu sonho de família perfeita indo embora…

Ahhh… minha formação? Bem… estudei quase 4 anos de jornalismo, mas saí meses antes da formatura, por total decepção com o Curso. Talvez tenha percebido que o jornalismo era algo que eu fiz, porque meu pai era jornalista. Eu não tinha nada a ver com a história, apesar de gostar de escrever. Meu irmão havia acabado de se suicidar. Meu pai estava internado em clínica de recuperação para alcoólicos, sem grana, sem trabalho, sem saúde e irremediavelmente, sem auto-estima.

Fui morar no Japão. Fiquei três anos, trabalhei, estudei espiritualidade e me reencontrei com o solo da minha ancestralidade materna. Foi uma coisa indescritível, a força que isso me deu. Voltei e logo em seguida, casei. Construí uma vida legal,mas, como disse acima, uma hora acabou… Com a empresa, estudei PNL – programação neurolinguística, e depois, já no caminho da terapia, aprendi constelação familiar sistêmica com a minha ex-companheira. Theresia Spyra. Durante 5 anos acompanhei cursos de formação e inúmeras horas de terapia em grupo… além de me trabalhar intensamente, e ir me libertando das crenças e bloqueios emocionais…

Pacientemente, a vida foi me conduzindo à compreensão de que todas estas questões e problemas, por mais dolorosos e intensos que tenham sido, eram apenas “programações no meu sistema”, ideias e emoções do passado, que ficavam repetindo na minha mente, trazendo sofrimento. Não tinham realidade, mas como programas que eram, atraíram coisas na minha vida que incomodavam, até que eu ficasse “amigo” do incômodo… aí, estas coisas sumiram! Para aparecerem novas lições…

Percebo que estou aos poucos, me libertando da identificação com o sofrimento. E por isso, posso curtir a vida e merecer tudo de bom que ela me dá, aqui e agora, cada vez mais! Mereço um amor sincero. Um trabalho prazeroso. Prosperidade. Boas relações e amizades. Harmonia e paz mental. E tudo isso chega, conforme me entrego a “quem eu sou, em essência”. E, claro, faço a minha parte!

Agradeço, fundamentalmente, o meu guru. Agradeço meus pais, que me ensinaram e ensinam a todo instante, direta ou indiretamente, através do que fizeram de bom, e também de ruim. Agradeço a todos os fatos do passado, principalmente os mais dolorosos e difíceis, pois foram meus maiores mestres. Agradeço todas as religiões e caminhos espirituais que trilhei. E principalmente, todos os professores que passaram, na minha vida. Principalmente porque hoje, mesmo sem querer, me tornei um, também. Um professor.

Quer saber mais sobre quem sou e o que faço? Veja os links abaixo:

 

Entre em contato comigo pelo email alexpossato@hotmail.com

ou pelo formulário abaixo! Eu atendo na Casa Amor em Movimento, na Av. Conselheiro Rodrigues Alves, 289 casa 1 – Vila Mariana – São Paulo (próximo ao metrô Ana Rosa)

Dúvidas? Sugestão? Fale comigo!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s